Facebook perde 3 milhões de adolescentes entre 2011 e 2014 nos EUA, diz estudo

Na última quarta-feira foi divulgada uma pesquisa realizada pela consultoria iStrategy, afirmando que número de internautas de 13 a 17 anos que utiliza o Facebook nos Estados Unidos diminuiu 3,3 milhões nos últimos três anos. De acordo com os dados apresentados no estudo, a quantidade de jovens caiu de 13,1 milhões (8,9% do total) em 2011 para 9,8 milhões (5,4%) em 2014.

Segundo levantamento  realizado pela instituição britânica UCL (University College London), adolescentes mais velhos (16 a 18 anos) estão utilizando mais o Twitter, Instagram, WhatsApp e Snapchat. Além do aumento de pessoas adultas aderindo à rede social, o que tem afastado os adolescentes do Facebook, é que eles tem buscado plataformas consideradas “mais simples” de acesso, que funcionam melhor em smartphones, já que é através desses dispositivos que a maioria dos adolescentes e jovens tem acessado a Internet atualmente. O selfie, palavra do ano de 2013 que entrou para o Dicionário Oxford, também é visto como um dos fatores para que o público juvenil utilize outras redes sociais, já que a maioria desses registros é realizado através dos celulares e automaticamente publicados no Instagram ou compartilhados no Whatsapp.

 De acordo com o Canaltech, o senso de privacidade também tem sido um dos principais agravantes para a redução da popularidade do Facebook entre os jovens, já que estes não querem mais compartilhar suas fotos com todos e sim com um grupo específico de amigos. Porém, de acordo com informações do site, a redução na popularidade da rede social não indica que os jovens estejam excluindo seus perfis, apenas os acessando com menos frequência.

Bianca Orrico

É psicóloga, graduada pela Universidade Salvador. Atua na Safernet Brasil em um canal gratuito que oferece orientação para esclarecer dúvidas, ensinar formas seguras de uso da Internet e também orientar crianças e adolescentes e/ou seus próximos que vivenciaram situações de violência on-line. Tem experiência em acompanhamento de crianças e adolescentes em situação de risco e vulnerabilidade social. Realizou pesquisas sobre adolescentes, redes sociais e tribos urbanas.

More Posts

One comment to “Facebook perde 3 milhões de adolescentes entre 2011 e 2014 nos EUA, diz estudo”
  1. Pingback: GITS | Snapchat: sobre privacidade, efemeridade e selfies

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.