Apropriações em sites de redes sociais – Esta pessoa no Facebook

Dentre as várias práticas sociais que observamos nas mídias sociais, algumas ocorrem como apropriações das funcionalidades da plataforma de forma não planejada por seus promotores. A minha intenção aqui é enfatizar o caráter intuitivo, exploratório, criativo e irreverente dos usuários diante das possibilidades da plataforma e o impacto disso nessa sociabilidade online.

Um exemplo bem simples pode ser visto no Facebook, pois alguns de seus usuários começaram a se utilizar do formato de apresentação dos updates de imagens para apresentar mensagens sobre si. O uso de imagem ao invés de apenas texto, causa um efeito mais atrativo, que pode dar mais visibilidade ao update da pessoa na timeline dos seus contatos, gerando mais interações sociais online.

facebook_estapessoa(Figura 1: Quem matou a Norma: telespectadores brincam sobre a trama final da novela da Globo)

A ilustração contém, geralmente, uma seta que relaciona o restante do conteúdo ao usuário e pode ser facilmente reutilizada por outros usuários através da ferramenta “compartilhar”.

Vejam mais alguns exemplos de como tal prática vem sendo usada no relacionamento cosumidores X empresa e difusão de causas:

tim_semsinal(Figura 2: Viver sem sinal: consumidores criticam as quedas de sinal da operadora de telefonia móvel TIM.)

essapessoa_tourada(Figura 3: Torcida do boi: pessoas recriminam touradas e corridas do boi)

Como previsto pela web 2.0 em relação ao “ouvir” as demandas dos usuários, o interessante é que, algumas vezes, tal reprodução e difusão de práticas interacionais não previstas são oficializadas como novas funcionalidades, aplicativos e jogos sociais da plataforma (até o momento, não foi o caso do exemplo citado).

Em breve, procurarei expor e analisar outros pontos dessas práticas interacionais.

Mônica Paz

Mônica Paz é doutora (2015) e mestre (2010) pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas, na linha de pesquisa sobre Cibercultura, da FACOM/UFBA. Bacharel em Ciência da Computação pelo DCC/UFBA (2007). Entusiasta do movimento Software Livre, já colaborou em diversos eventos dessa comunidade e também com a Revista Espírito Livre.

More Posts - Website

One comment to “Apropriações em sites de redes sociais – Esta pessoa no Facebook”
  1. Pingback: » Site do GITS/UFBA: as apropriações dos usuários nos sites de redes sociais Mônica Paz

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.