10 fatos mais importantes de 2012 nas mídias sociais

 

A Socialbakers divulgou um balanço sobre principais acontecimentos e mostra as tendências nas redes sociais. Ao longo do ano, a Socialbakers divulgou uma série de pesquisas e estudos sobre o crescimento das empresas no mundo das redes sociais. Portanto, neste primeiro mês de 2013, a companhia resolveu sintetizar os números e estudos do ano passado em 10 fatos marcantes para o seguimento.

1- Marcas apostam em fotos no Facebook
Em agosto, uma pesquisa apontou que 70% das mensagens compartilhadas pelas empresas eram fotos, seguido por links com 14%; atualizações de status geraram 10%; e vídeos que representam 6%. Em dezembro a porcentagem de fotos aumentou – 77% das postagens.

2- Foto também é a arma das marcas para virilizar conteúdo
As marcas apostam em fotos porque o número de compartilhamento por usuários é alto. Em agosto, 93% dos posts de marcas mais compartilhados eram fotos.

3- Usuários estão “curtindo” mais páginas
Segundo dados de outubro de 2009, os usuários se tornaram fãs de 4,5 páginas do Facebook. Este volume aumentou cerca de 30 páginas, no ano seguinte, e subiu para 36,7 “likes” em outubro de 2012.

4- Páginas aumentaram em 500% número de postagem
As Páginas aumentaram em cinco vezes o número de postagem em relação ao ano anterior. Foram 36,2 mensagens computadas em setembro de 2012.

5- ROE – a fórmula mágica para medir retorno de mídia
O Socialbakers desenvolveu em 2012 um índice que mede nível de engajamento, repercussão e sociabilidade de um fã – o (Return on Engagement). Essa métrica permite que as empresas monitorem a maioria das ações dos usuários nas páginas das companhias.

6- Ásia e Brasil – regiões de maior crescimento no Facebook
Ásia consolidou a posição de continente com a maioria dos usuários do Facebook em 2012 – ultrapassando a América do Norte em maio e ocupando o lugar da Europa em agosto. Países, como a Índia, Japão, Indonésia, Vietnã, Coréia do Sul e Tailândia tiveram um papel vital para que o continente chegasse ao topo. Já o Brasil se tornou o segundo maior país em número de usuários. No ano passado, o País registrou quase 30 milhões de novos adeptos.

7- Facebook no mobile
Em setembro, o volume de usuários que acessam a rede via celular chegou a 604 milhões. Isso representa uma taxa de penetração de 60,4% dos usuários.

8- Segmentos da indústria que mais crescem
O Socialbakers analisou 14 diferentes indústrias no Facebook para saber quais segmentos mais evoluíram dentro da rede social de julho a setembro de 2012. Com 54 novas páginas, a indústria da saúde foi a que mais cresceu. Porém, a indústria que mais possui fãs no Facebook é a FMCG (Fast Moving Consumer Goods) – com a média de 300 mil pessoas por página.

9- Marcas precisam responder usuários
Durante o segundo trimestre de 2012, cerca de 70% das questões feitas por usuários nas páginas das marcas não foram respondidas. Porém, as empresas melhoraram o sistema de contatos com os usuários no último trimestre do ano – 48% das consultas de clientes foram sanadas via respostas no Facebook – progresso de 18%.

10 – Marketing Social não é apenas sobre uma métrica, mas sobre todas elas
A Taxa de Engajamento, criada pela Socialbakers é uma métrica importante para saber a quantidade de interação dos usuários com as marcas e pode ser aplicada em qualquer rede social como Facebook, Twitter e Google+! Porém, como mídia social envolve interação humana é impossível analisar os fatos diante de apenas uma métrica. Por isso, outras ferramentas foram de extrema importância em 2012, como Fan Growth, Response Rate e Response Time – métricas que ajudam as marcas a monitorarem o desempenho em mídia social.

Claudia Galante

É mestre pelo Programa de Pós-graduação em Psicologia Social da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, na linha de pesquisa Ideologia, Comunicação e Representações Sociais. Especialista em Marketing pela FAE (PR) e graduada em Comunicação Social pela PUC-PR. Atualmente atua no departamento de comunicação social do Instituto Federal da Bahia (IFBA) Campus Camaçari. Tem experiência na área de Comunicação e interesse nos seguintes temas: mídia, democracia, cibercultura e interações.

More Posts

Deixe um comentário